Search
Close this search box.
Home / Assuntos / Curiosidades / Os Fariseus, quem foram?

Os Fariseus, quem foram?

Ao longo dos evangelhos, a maioria dos Fariseus atuava em oposição às práticas e ensinamentos de Jesus. Mas quem eram esses indivíduos que desempenharam esse papel provocativo durante o ministério terreno de Jesus?

Os Fariseus não eram apenas um grupo religioso do primeiro século; eles eram, em muitos aspectos, os guardiões da tradição e da lei judaicas, e tinham grande influência sobre a vida religiosa e social da época.

Este artigo explora a origem, crenças, práticas e legado dos Fariseus, fornecendo uma compreensão mais aprofundada de sua significância histórica e teológica.

Origens dos Fariseus

Os Fariseus surgiram durante o período do Segundo Templo, possivelmente como uma reação à helenização e como um movimento de resistência a influências externas sobre o judaísmo.

A palavra Fariseu provém do hebraico Perushim, que significa separados. Esse nome sugere sua ênfase na pureza ritual e na separação das influências consideradas profanas.

Enquanto os Saduceus eram predominantemente de linhagem sacerdotal e aristocrática, os Fariseus eram, em sua maioria, de classes médias, e tinham uma forte ligação com as massas.

Crenças e ensinos

Os Fariseus eram devotos à Torá, dando grande importância tanto à Lei escrita quanto às tradições orais.

Ao contrário dos Saduceus, os Fariseus acreditavam na ressurreição dos mortos, na providência divina e na existência de anjos e demônios.

Eles defendiam que, juntamente com a Torá escrita, tradições orais também haviam sido passadas desde Moisés, e essas tradições eram essenciais para a interpretação correta da Lei.

Práticas e modo de vida

Os Fariseus observavam rigorosamente as leis de pureza, os rituais de lavagem e as práticas de jejum.

Eles valorizavam o estudo contínuo da Torá e muitos deles eram reconhecidos como rabinos ensinando nas sinagogas e escolas.

Embora respeitassem o Templo e seus rituais, os Fariseus também enfatizavam a prática da fé fora do Templo, tornando o judaísmo acessível à vida cotidiana.

Interações com Jesus

Jesus teve diversos encontros com os Fariseus, muitas vezes confrontando-os devido a sua rigidez legalista e falta de compaixão.

Apesar dos confrontos, Jesus reconhece a autoridade dos Fariseus, como visto em Mateus 23:2-3, mas critica suas atitudes hipócritas.

A relação de Jesus com os Fariseus é complexa, oscilando entre o diálogo respeitoso e o confronto direto, refletindo as tensões teológicas e sociais da época.

Legado e influência

Após a destruição do Templo em 70 d.C., os Fariseus desempenharam um papel crucial na reformulação e preservação do judaísmo, que eventualmente deu origem ao Judaísmo Rabínico.

Os ensinamentos e interpretações dos Fariseus influenciaram grandemente a formação do Talmude e da tradição rabínica subsequente.

Embora frequentemente retratados negativamente nos evangelhos, os Fariseus são respeitados no Judaísmo contemporâneo por sua contribuição ao pensamento e à prática judaicas.

Conclusão

Os Fariseus não eram apenas oponentes de Jesus nos evangelhos; eles eram uma força teológica, social e política significativa durante o período do Segundo Templo.

Ao explorar sua história, crenças e práticas, podemos apreciar a profundidade e a complexidade de seu legado, bem como entender melhor o contexto no qual Jesus ministrou.

Seu impacto duradouro no judaísmo e sua interação contínua com a mensagem de Jesus servem como um testemunho da história do cristianismo.

Perguntas Frequentes

1. Quem foram os Fariseus segundo os Evangelhos?

Os Fariseus são frequentemente mencionados nos Evangelhos como um dos principais grupos religiosos da época de Jesus.

2. Por que os Fariseus frequentemente confrontavam Jesus?

Nos Evangelhos, os Fariseus frequentemente confrontam Jesus sobre questões de observância da lei e práticas religiosas, como o trabalho no sábado (Mateus 12:1-14), as tradições de lavagem (Marcos 7:1-5) e sobre questões de pureza ritual.

3. Os Fariseus acreditaram na ressurreição dos mortos?

Sim. Segundo Atos 23:6-8, os Fariseus acreditavam na ressurreição dos mortos, enquanto outro grupo judaico, os Saduceus, não. Esta crença é um dos pontos de disputa teológica entre os dois grupos.

4. Como Jesus avistava os Fariseus?

Enquanto Jesus tinha interações respeitosas com alguns Fariseus e até comeu nas casas de Fariseus (Lucas 7:36-50; 14:1), Ele também os criticou em vários benefícios.

No discurso registrado em Mateus 23, Jesus adverte sobre a hipocrisia dos Fariseus e os críticos por se concentrarem em aspectos menores da lei enquanto negligenciam questões mais importantes de justiça, misericórdia e fé.

Referências Bibliográficas

BÍBLIA. Português. Bíblia de Estudos Almeida. Tradução de João Ferreira de Almeida. 2ª edição, São Paulo: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

EHRENSTEIN, David. Vida Moderna e Moral Antiga: Uma Exposição dos Ensinamentos de Jesus e dos Fariseus. São Paulo: Editora Cultura Cristã, 2010.

Artigos Relacionados

Compartilhe:

Índice

Mais Populares

apostolo-paulo

33 fatos relevantes da vida do apóstolo Paulo

diferenças-entre-sumo-sacerdotes-sacerdote-e-levita

Diferenças entre sumo sacerdote, sacerdote e levita.

biblia-palavra-de-deus

A Bíblia é ou ‘contém’ a palavra de Deus?

30-coisas-que-o-cristão-NÃO-deve-fazer

30 coisas que o cristão NÃO deve fazer

genealogia

Por que existem duas genealogias de Jesus na Bíblia?

WhatsApp
Entre para o nosso grupo do WhatsApp e receba os nossos conteúdos no seu celular.